Se instalo um painel fotovoltaico na minha casa só terei energia quando fizer sol?

Quando pensamos no sol como fonte de energia, o único problema é que ele não está disponível a todo o momento.

Assim, quem instala ou vai instalar um sistema de energia solar fotovoltaica já precisa estar ciente que, durante a noite, o painel fotovoltaico não irá produzir energia.

Nesse caso, então, seria necessário o uso de baterias que armazenam a energia para os períodos noturnos?

A resposta direta é: não.

Os sistemas fotovoltaicos que se espalham rapidamente pelo Brasil são do tipo conectado à rede elétrica (on grid, no termo em inglês).

Isto é, eles funcionam em paralelo com a fiação elétrica da distribuidora local, a qual continua provendo energia para a residência durante as horas noturnas.

Também é assim em dias nublados e chuvosos, quando o painel solar recebe pouca luz e, por isso, produz menos energia, que pode não dar conta de atender todo o consumo do imóvel.

Mas isso não significa que a instalação dos sistemas seja vantajosa apenas para as horas do dia.

Foi justamente por conta dessa intermitência da energia solar e demais fontes de energia renováveis que a Aneel, a Agência Nacional de Energia Elétrica, criou o sistema de compensação de energia elétrica, marco legal que viabilizou a geração distribuída pelos consumidores.

Nesse sistema, a energia excedente gerada durante o dia é injetada na rede e convertida em créditos que, depois, abatem o que foi consumido da distribuidora.

Como os sistemas são projetados segundo o consumo do imóvel, durante o dia o painel solar normalmente conseguirá produzir mais energia do que está sendo consumida naquele momento.

Assim, ao final do mês, os créditos gerados conseguem abater todo o débito e o consumidor não precisa pagar pela energia da distribuidora, apenas o custo de disponibilidade da rede.

É dessa forma que a economia na conta de luz com um sistema fotovoltaico pode chegar a 95%, além da proteção obtida contra os aumentos das tarifas e o alívio nas bandeiras tarifárias.

Baterias são a próxima evolução

Se, hoje em dia, as baterias ainda são indicadas apenas para sistemas em locais isolados da rede, no futuro elas também deverão fazer parte da maioria das instalações on grid.

Com a popularização de suas tecnologias, os preços apresentam forte queda em todo o mundo, com destaque para as de íons de lítio, que também são utilizadas nos carros elétricos.

Outro fator que deverá impulsionar o armazenamento elétrico no Brasil é o acesso à crédito, como ocorre atualmente com as linhas de financiamento para energia solar.

A instalação de uma bateria aumenta as vantagens dos sistemas conectados, trazendo mais autonomia à rede elétrica e ampliando a economia obtida com energia solar.

Como exemplo disso, temos as ocasionais quedas da rede ou os horários em que a energia é mais cara, que podem ser resolvidos com o uso da energia armazenada.

No Brasil, o uso de baterias em paralelo com a rede elétrica ainda carece de regulação da Aneel, mas promete ser o próximo boom do mercado de energia solar.

fonte: The Greenest Post

Deixe um comentário