Shell reforça aposta em geração de energia solar em Minas Gerais

A Shell registrou dez novos projeto de geração de energia solar fotovoltaica na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). As usinas Barnard Solar serão instaladas no município de Várzea da Palma, em Minas Gerais.

Cada projeto tem potência instalada variando de 46 MW até 49 MW. As dez usinas somam 467 MW, registradas como produção independente.

A estratégia consolida Minas Gerais como a aposta da Shell para a produção de energia solar fotovoltaica. Em abril, a empresa já havia registrado a outorga de usinas fotovoltaicas, com 50 MW cada, em Brasilândia de Minas – Aquarii I, II e III.

Vale lembrar: em setembro de 2019, governo de Minas Gerais simplificou o licenciamento ambiental para a geração de energia solar fotovoltaica.

Em agosto do ano passado, a gerente de Novas Energias da empresa, Gabriela Oliveira, afirmou durante a série Diálogos da Transição que a companhia busca consumidores livres para o desenvolvimento de projetos de energia fotovoltaica no Brasil.

— “Aqui no Brasil a gente está bem focado no segmento de energia solar, até pelo fato da eólica já ter sido bem desenvolvido. O segmento de energia solar está mais iniciante em termos de entrada de novos players”, explicou.

Ontem, em entrevista à Reuters, a executiva antecipou que os projetos podem começar a produzir em três anos.

— “Nos últimos dois anos estávamos focando mais fortemente em desenvolver o portfólio. Agora, vamos começar a retomar as conversas com clientes, já com produtos para oferecer, uma vez que alguns de nossos projetos, principalmente o de Minas Gerais, estão em nível de desenvolvimento bem avançado”.

fonte: Portal EPBR

Deixe uma resposta